quinta-feira, 27 de junho de 2013

Escolhendo o cão certo

Cães são animais mais ativos e dentre eles existem os que tem mais energia e outros menos, ou seja, são mais pacatos, mas independente disso, cães são animais interativos.
Ao adotar um cão, devemos lembrar que SOMOS RESPONSÁVEIS pela vida que estamos colocando na nossa casa e que aquele animal vai viver em torno de 10 a 15 anos ou mais e como nós, também vão envelhecer e como nós, terão necessidades de higiene, alimentação e cuidados.

Cada raça possui as suas peculiaridades (cão de companhia, guarda, pastoreio etc) e mesmo sendo um cão de raça, cada animal possui um temperamento, uma personalidade diferente.
Os cães sem raça definida também possuem suas peculiaridades e características das raças que se misturaram no cruzamento e também cada um desenvolve uma personalidade própria.
Não devemos julgar os cães como costumamos fazer com as pessoas, eles não premeditam ações, agem por instinto e sempre reagem por motivos que pra eles são importantes. E sempre a educação deles deve se basear em reforço positivo, broncas, mas nunca, jamais se deve bater em um cão. O AMOR é a melhor comunicação com qualquer animal.

Um cão necessita de cuidados de higiene, passeios regulares, alimentação, vacinação, segurança e amparo (abrigo adequado) e nunca se deve colocar um cão confinado em canis pequenos ou em correntes (ISSO É PENOSO E SOFRÍVEL PARA QUALQUER ANIMAL), sem contar que o contato com a família é muito importante, pois cães não são animais solitários.

Se você decidir comprar um cão de raça, verifique as condições do canil que gera aqueles filhotes, pois muitos vivem em condições precárias e são verdadeiras fábricas de exploração.

*************************************************************

Se você não faz questão de raça, mas sim de um amigo, um companheiro, então visite o abrigo de cães da sua cidade, adote um cão de rua, ou vá às feiras de adoções das ONGs. 
Independente disso, observe o comportamento do cão antes de partir pra adoção, conheça a sua energia primeiro para evitar levar o cão que não acompanha o seu dia a dia: 
Tipos de energia:  alta = mais ativo, brincalhão, exige passeios diários, precisa de atividade pois geralmente são mais ansiosos; média = brinca, adora passear, mas não tem muita ansiedade, anseia pela companhia do dono mas não é extremamente ativo, é um misto equilibrado entre atividade e descanso; baixa = animais mais sossegados, não pede passeio (apesar de que todos os cães adoram e precisam passear), dorme bem, é mais tranquilo e até preguiçoso. 
A energia do seu cão tem que "bater" com a sua, pois seu companheiro terá que acompanhar seu ritmo de vida.

Se o seu cão tiver que passar a maior parte do dia sozinho, deixe brinquedos (seguros) pra ele se distrair, alimentação e água suficiente e se for possível, adote mais um amiguinho (assim ele não se sentirá tão sozinho).



O que você não deve esquecer: 

- Cães latem (da mesma forma que nós falamos).
- Cães fazem xixi e coco (como nós também fazemos).
- Cães passam por fases de vida (infância, adolescência, velhice => como todos nós).
- Cães não entendem discursos, apenas palavras e quando mais desenvolvidos no aprendizado, compreendem até frases.
- Cães aprendem por associações, não por imposições.
- Cães sofrem e sentem (como todo ser humano).
- Cães ficam doentes e precisam de cuidados (para evitar inúmeras doenças é preciso vacinar).
- Cães fedem se não tiverem um banho de vez em quando (nós humanos fedemos se ficarmos sem banho apenas um dia).
- Cães podem morder? Nos seguintes casos: se sentirem-se ameaçados, por instinto de defesa, em situações de extremo estresse, por motivos de saúde, por traumas de maus tratos já passados, por falta de atividade.
- Cães destroem coisas que estiverem ao seu alcance pra se distrair quando se sentem entediados e estressados ou na fase de filhotes, o que é perfeitamente normal pois os bebês humanos também colocam na boca tudo o que encontram pelo caminho (então se organize e não deixe o que é precioso pra você ao alcance do seu cão). 

Lembre-se:  Todo trabalho e dedicação dispensados aos cães voltam em dobro pra nós, pois não há nada mais gratificante do que conviver com esses seres que nos amam de coração, nos admiram, nos guardam, nos fazem felizes com tanta alegria quando chegamos em casa. 

Sites para maiores pesquisas sobre o assunto:

www.cachorroideal.com









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo :-)